Renda passiva: aprenda o que é

A renda passiva é uma excelente maneira de complementar seus ganhos ao mês, e existem pessoas que conseguem se organizar para utilizar esse modelo até mesmo como sua principal fonte de recursos.

Isso permite que você tenha mais liberdade financeira para estudar até mesmo sobre um dispositivo de proteção contra surtos atmosféricos ou outra área de seu interesse.

Embora esse seja um conceito conhecido, muitas pessoas ainda não sabem por onde começar, ou mesmo se é possível ganhar uma boa renda passiva. 

Isso acontece em grande parte porque o público brasileiro durante muito tempo ficou restrito com relação a informações.

Não há nenhum tipo de incentivo à educação financeira no país, principalmente durante o período de formação do indivíduo. Por conta disso, informações que seriam essenciais para se aprender na escola acabam sendo deixadas de lado.

Por conta desse tipo de situação, o país sofre um grande mal dentro de questões de endividamento, uma vez que a maioria da população não tem a menor condição de entender seus ganhos e controlá-los de maneira mais efetiva.

Esse quadro aos poucos tem mudado, não por questões políticas, mas porque a própria população tem demonstrado interesse em aprender mais sobre o funcionamento do dinheiro e como se tornar mais próspero investindo, podendo investir até mesmo em uma fábrica de telha térmica.

Os avanços tecnológicos, principalmente aqueles que envolvem smartphones e internet móvel, têm um grande papel nesse processo. Isso porque se tornou mais fácil buscar conhecimento fora de caminhos tradicionais de ensino.

Diversos economistas e profissionais da área começaram a disponibilizar gratuitamente palestras e cursos sobre dinheiro e economia familiar, possibilitando que o perfil comum do consumidor nacional se integrasse de conceitos diferentes de finanças.

Um dos que mais tem atraído o público é a renda passiva. Esse modelo envolve qualquer tipo de ganho financeiro no qual não é necessário um trabalho ativo como em uma fábrica de porta de aço de enrolar para que você possa receber.

Trata-se de um valor que é recebido independente de qualquer ação.

Existem diversas maneiras de conseguir esse tipo de renda, mas é preciso muita atenção e trabalho para conseguir deixar sua economia pronta para passar por esse tipo de situação, sabendo como e quando aplicar seu dinheiro.

As aplicações são uma das maneiras mais efetivas de renda passiva. Depois de colocar um certo montante financeiro aplicado, você começa a receber rendimentos desse dinheiro, normalmente mensal.

Esses rendimentos complementam sua renda de forma passiva, uma vez que você não precisa fazer nenhuma movimentação para recebê-los. Muitas pessoas aproveitam esse tipo de renda para conseguir viver com menos complicações e restrições.

Outro elemento muito comum dentro da renda passiva é o mercado imobiliário. Algumas pessoas costumam comprar mais de um imóvel, e deixam-no alugado, recebendo mensalmente uma quantia por conta desse tipo de negociação.

Entretanto, é preciso tomar cuidado com esse modelo de renda, uma vez que ele depende de uma série de questões, como movimentações do mercado no caso de aplicações financeiras ou da adimplência dos moradores, no caso de imóveis alugados.

Entre outros exemplos de renda passiva, é possível citar:

  • Royalties;
  • Direitos autorais;
  • Lucros de operações financeiras;
  • Investimentos no mercado de ações.

Independente da sua escolha de uso, é importante pensar que a renda passiva não é uma renda que necessita de fato de trabalho da sua parte, mas sim atenção e cuidado para manter os lucros sempre positivos.

O motivo da popularização da renda passiva está diretamente relacionada a questões de independência financeira. A verdade é que, com uma renda adequada, você não precisa mais fazer uma atividade formal para viver, o que te dá muito mais liberdade.

Calcular sua renda básica ainda é uma questão primordial, e é importante que uma pessoa que deseja viver exclusivamente de renda passiva entenda suas necessidades para buscar um valor adequado, permitindo que ele consiga viver com qualidade de vida e bem-estar.

Existem dois grandes formatos de conseguir renda passiva, e entendê-los é muito importante para você buscar uma maneira de conquistar esse tipo de verba e melhorar ainda mais seu padrão econômico.

O primeiro e mais comum é o formato de renda passiva com capital. Aqui, existe a necessidade de um investimento financeiro para você conseguir a renda passiva, normalmente através de aplicações ou compra de bens que possibilitem esse tipo de ação.

O montante financeiro é o gerador de renda, e você deve mantê-lo sempre abastecido e atualizado para garantir a qualidade desse valor que está sendo recebido, controlando sempre suas aplicações ou contando com um profissional da área.

Por outro lado, a renda passiva sem capital também é uma forma possível de trabalhar, e ela representa algumas situações em particular, como é o caso de royalties e direitos de imagem, além de outras questões.

Ações de empresa e trabalhos artísticos costumam render esse tipo de resultado, fazendo com que muitas pessoas consigam parar de realizar atividades depois de apenas alguns momentos de sucesso.

Renda passiva ou renda extra?

Muitas pessoas ainda confundem a renda passiva com a renda extra.

Enquanto a primeira não depende de nenhuma atividade em particular, a renda extra é considerada aquela que você consegue para complementar seu salário principal, normalmente realizando alguma ação em uma empresa de plantas ornamentais, por exemplo.

É o caso de trabalhos freelancer ou venda de produtos, além de muitas outras atividades feitas para complementar a renda que você recebe no trabalho. Isso envolve uma série de questões, principalmente relacionadas a dedicação e esforço para conseguir o valor.

Além disso, a renda extra normalmente não é contabilizada como parte de seus ganhos, uma vez que ela é volátil e nem sempre gera o resultado esperado para esse tipo de ação, uma vez que depende do envolvimento de outras pessoas para você receber.

A renda passiva, por outro lado, é previsível e constante, permitindo que você se programe para receber esse valor e identifique-o como parte integral de sua complementação financeira, o que garante mais segurança e estabilidade.

Além disso, no caso da renda passiva, não há nenhum tipo de atividade que precise ser exercida. O valor é conquistado sem que você precise ativamente trabalhar por ele.

Permitindo que se foque em outras atividades, até mesmo como o desenvolvimento de um sistema de alarme de segurança residencial. ou em outra atividade de seu interesse.

Isso não significa que você não possa ter as duas fontes de renda, garantindo com a renda extra uma complementação para seus ganhos passivos e aumentando ainda mais seu poder de compra e qualidade de vida.

Renda ativa e renda passiva

Outra diferença importante de conceitos diz respeito a renda ativa e a passiva. Elas são antagônicas, no sentido de que a renda ativa representa o completo oposto da renda ativa.

Isso significa que uma pessoa com renda ativa deve realizar atividades para compor a renda, que normalmente se refletem em remuneração, bônus anuais, comissões de vendas e benefícios, que complementam a renda oferecida.

Normalmente, algumas companhias como empresas de torre de resfriamento oferecem esse tipo de renda para seus colaboradores, garantindo que o processo de trabalho seja realizado e recompensando os esforços do profissional com a renda ativa.

Essa renda dura exatamente o período em que o profissional está contratado e realizando a atividade. No momento em que o contrato é encerrado, o valor para de ser contabilizado e entregue a pessoa.

Existem outras questões que podem atrapalhar a renda ativa, como afastamentos médicos e ausências no ambiente de trabalho. Isso impacta diretamente os ganhos recebidos com essa atividade em questão.

Embora a renda ativa não precise de um investimento inicial em dinheiro, é preciso pensar em qualificação profissional e graduação para lidar com questões salariais, elementos estes que geram um gasto natural nesse tipo de atividade.

Para muitas pessoas, o caminho a seguir inicia na renda ativa, quando você utiliza parte dos rendimentos para iniciar um investimento ou aplicação, aumentando aos poucos seus ganhos passivos.

O objetivo final é garantir uma renda passiva que se iguale ou seja superior à renda ativa, para que você possa parar de exercer a atividade que está realizando e possa se concentrar em atividades mais prazerosas.

Dessa maneira, você passa a viver do rendimento de seu trabalho anterior, podendo aproveitar melhor seu dinheiro em viagens, passeios e até mesmo contratando um serviço de impermeabilização com manta asfáltica que você tanto queria.

Considerações finais

Entender os conceitos de renda passiva e como você pode ter mais qualidade de vida com este modelo é essencial para identificar novos meios de conseguir atingir esse patamar dentro de suas finanças.

Por isso, é muito importante saber utilizar estes recursos e como eles podem se comunicar diretamente com suas necessidades, bem como entender tudo o que você pode fazer para otimizar esse tipo de processo.

Assim, você pode se preparar para iniciar uma aplicação ou investimento que a longo prazo permitirá que você viva com a renda passiva, eliminando a necessidade de trabalhar em um emprego formal, como em uma empresa de acessórios para toldos em sp, para manter seus padrões.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6 − 6 =